Medos - hoje como há 10 anos!

Há 10 anos, por estes dias, preparava -me para iniciar a quimioterapia. Entre deixar de amamentar a Leonor, com apenas 2 meses, e ir cortando o cabelo,  pela elevada probabilidade (que acabou por não se verificar) de ficar sem ele, os medos eram muitos. O principal era, sem dúvida, o de a minha filha crescer sem mim.
Passada uma década, tudo parece não ter sido assim tão difícil. O tempo é amigo da memória, no que a mim diz respeito.
E é curioso fazer a retrospectiva e perceber quantos medos a vida já me trouxe depois daquele, o maior de todos. Perceber quão mutáveis são as realidades e quão importante é  não permitir que os medos ( inevitáveis, diga-se o que se disser) nos tolham os sentidos e decisões.
Hoje, como naqueles dias, tenho medos. Outros. Mas hei-de conseguir superar a sensação.

Comentários

  1. Também nós temos medos!
    Mas um obrigada por me transmitires os teus porque nem os meus nem sempre são medos mas sim inseguranças!
    Keep strong 😉

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!