sábado, 19 de fevereiro de 2011

36 semanas e uns dias

Já passámos as 36 semanas e os dias passam cada vez mais velozes.
Entre trabalho (muito) e idas ao hospital (esta semana foram 3 e para a semana outras tantas), chego ao fim do dia incapaz de mexer um dedo que seja.

A Benedita continua toda mexida, e, certamente, a lamentar o espaço exíguo onde mora.

Eu lá fui à tal consulta de medicina interna. A médica pareceu-me ter tanto de competência técnica como de bruta. Considerando que, neste momento, já estou por tudo não me incomoda a parte humana da senhora. O importante mesmo é que, na opinião dela, parece haver excesso de zelo da obstetra, pois o resultado das minhas análises não será assim tão alarmante para uma grávida. Apesar disso, e apesar de bufar por todos os lados, vai acompanhar-me e a pedir exames.

A parte boa de nos descobrirem (ou desconfiarem) de maleitas durante a gravidez é sermos tratadas nas palminhas e termos via verde nos hospitais. No Hospital de S. Sebastião, St.ª Maria da Feira, tal como no IPO do Porto, tenho sido muito bem atendida (apesar de, por vezes, me cruzar com pessoas desprovidas de qualquer vocação para a função que exercem).

Já aqui tinha escrito há muitos meses, mas sou das poucas que não se pode queixar do Sistema Nacional de Saúde, do qual tenho usado e abusado desde Janeiro de 2008. Tendo uma carreira contributiva que não chega a 7 anos, desconfio bem que os meus descontos estão muito aquém daquilo que já gastei.Prometo que tudo farei para inverter esta situação.

Quanto à parte psicológica, já esteve melhor. Há dias em que me canso de ser forte, ou lá o que é que eu sou. Por vários motivos, os últimos dias têm sido complicados. Só não sei se é mimo (que, porventura, tenha tido em excesso, desde o tal famoso mês de Dezembro de 2008) ou se, finalmente, me estou a permitir ter uma daquelas crises hormonais que dizem ser comuns e normais numa gravidez. Nada preocupante, portanto, seja qual for a resposta.

4 comentários:

  1. É bom ter um dia assim chocho de vez em quando para poderes seguir em frente no dia seguinte! Sei que agora é que pesa a sério mas levanta a cabeca e lembra-te que em menos de um mês teremos bebé! Experimentas-te a bomba? Precisas de mais alguma coisa q eu possa ter esquecido?
    beijinhos da galinhola

    ResponderEliminar
  2. Todo o guerreiro tem o seu momento de "fraqueza", se assim o podemos chamar...
    Faz parte do caminho, portanto, não te preocupes.
    Apesar de eu e muita gente te vermos como um bom exemplo, tu não tens nada a provar a ninguém.

    Beijos e bom fim-de-semana! Mãe linda :)

    ResponderEliminar
  3. Minha Linda

    Acredito que às vezes as forças te faltem, por isso deixa lá as hormonas descarregarem à vontade. Dizem que faz bem. E depois, logo, logo voltas a mostrar a força que tens e que já todos nós conhecemos. Beijão desta amiga que tem estado distante, mas que está sempre presente.

    ResponderEliminar
  4. Nem sei como aguentas tanta agitação, mas estou certa que ficarás bem.

    Além disso tens aki sempre muita gente a torcer por ti.

    beijocas.

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.