sexta-feira, 20 de maio de 2011

Que nem um perú

Se há dia em que estou inchada que nem um perú, tanto é o orgulho, é hoje.

As minhas Maria Pinto tiverem consulta de pediatria e estão ótimas. O momento alto da consulta é sempre aquele em que a pediatra anuncia os percentis das cachopas. Ora, a Maria Pinto n.º 2, Benedita para os amigos, está no percentil 90 de peso. Isto significa, mais coisa menos coisa, que em cada 100 crianças da sua idade, só 10 pesam mais que ela. Significa também, e aqui está o motivo do orgulho, que aqui a vaquinha tem feito um bom trabalho.

Como já confessei aqui, não gostei de amamentar, na 1.ª vez que fui mãe. Mas, sabendo o quanto isso seria importante para a Leonor, fi-lo até ao momento em que tive de entrar no ringue para lutar, corpo a corpo, com o senhor Hodgkin.

Apesar de, como é bem visível, o facto de só ter amamentado durante 2 meses e 2 meses, não ter feito mal à Leonor, foi um desgosto ter de deixar de o fazer. Daí que poder amamentar a Benedita era, para mim, um objetivo bem definido. Estive quase para desistir, nos primeiros dias, pois as dores eram muitas. Felizmente, a minha persistência e, como sempre, o apoio do meu marido, que esteve sempre ao meu lado, fizeram com que não desistisse e o resultado está à vista.

E pronto, cá estou eu mais vaidosa que nunca.

3 comentários:

  1. "Vaquinha"?? Ehehehe..eu dizia a mesma coisa.
    Tens montanhas de razão em estar orgulhosa das duas Marias! Bom fim de semana.

    Bjs

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.