domingo, 29 de julho de 2012

As cartas da Leonor II

Parece que se confirma. A Leonor (e a minha pessoa, por arrasto), ainda vai ganhar muito dinheiro com as suas premonições. Só precisa mesmo de afinar a bola de cristal, para acertar nos dias. Devagarinho, acredito que chegue lá. Afinal, é uma novata na profissão e só errou por um dia.

Se bem se lembram, a Maria grande avisou-me (faz hoje uma semana), que a 2,ª feira iria ser um inferno.

Como o dia até correu benzinho, desvalorizei o episódio. Mal sabia eu o que me espera no dia seguinte.

3.ª feira de manhã, começou com uma daquelas gritarias monumentais que me valeu uma valente carga de nervos, antes de sair de casa e ao avolumar de suspeitas (entre os vizinhos) que tenho por hábito espancar as minhas filhas dia sim, dia não.

Nem de propósito, no mesmo dia, a rapariga veio do infantário toda arranhada na cara e senti-me obrigada a explicar à vizinha da frente que não tinha sido eu (apesar da vontade).

À hora do jantar comecei a sentir-me mal, com cólicas e aí sim, começou aquilo que imagino ser o inferno.

A noite foi horrível, tive uma paragem de digestão e cheguei a pensar que ia quinar. Não quinei, mas serviu para ver uma pontinha do potencial da minha mais velha.

PS

Os interessados em agendar consulta, sabem como me contactar.

1 comentário:

Obrigada por dar vida a este blog.