domingo, 4 de novembro de 2012

Página 52

O trabalho (que exige muito da cuca) e as minhas adoráveis filhas, fazem com que, de há tempos para cá, seja incapaz de ler mais do que  páginas seguidas  de um livro.

O intervalo entre cada duas páginas é tão longo que nunce sei bem em que página parei da última vez. A coisa resolver-se-ia com um simples marcador de livro, não fosse a pedrada que me dá ser tão forte que nem tenho destreza para fazer a marcação. Fecho o livro e atiro-o para o chão.

Com isto tudo, ainda não passei da página 52 do livro que comecei a ler no Natal passado.

Isto, com muita força de vontade e recorrendo ao método, aprendido com a minha mãezinha da chamada leitura diagonal, que implica ler as 2 primeiras linhas da página, as duas do meio e as duas últimas.

Só não consegui ainda chegar às performances da mestra, que é capaz de ler um livro de 200 páginas em 5 minutos.

E tenho pena, ó se tenho. Gosto tanto de ler. Mas não dá, o que é que hei-fe fazer? Ou bem que leio diários da república ou bem que leio romances.

Espero ter tempo para ler 10% dos livros que gostaria de ler, durante a minha reforma, mas algo que me diz que não. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.