sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Por segundos voltei a ser eu

A 1.ª coisa que os nossos adoráveis filhos fazem ao nascer é sacar-nos a identidade.

Deixamos de ser a Susana ou a Joaquinha para ser "a mãe da ..." ou, simplesmente ~"mãe".

Para alguém habituada a ser tratada nas palminhas das mãos, por toda a família, esta perda de identidade é dose.

Até à Leonor nascer, a minha avó não saía da casa sem me perguntar "queres alguma coisa da rua?" (entenda-se um bolinho ou umas gomas).

Ontem fui, sózinha,  a casa da minha avó e quando cheguei ela perguntou-me "queres um daqueles bolinhos de gema, que tu também gostas muito?".

Fiquei deliciada, com o gesto e com o bolinho (para quem não sabe, trata-se de um bolo seco com uma grande crosta de açúcar com ... açúcar).

Os bolos estão lá para as meninas. Todos os dias, a minha avó tira 2 da caixa e guarda numa caixinha pequena, para dar às meninas sem que elas vejam os outros (segundo diz).

E assim, por breves segundos, voltei a ser eu, a menina do mimo.

Foi muito bom.

2 comentários:

  1. A avozinha sempre foi a melhor a dar mimo :) Muitas vezes me comprou pastéis de nata quando ia à rua. E durante as férias do verão dava-me entre 100 a 200 escudos para eu comprar gomas e a revista Bravo :)

    ResponderEliminar
  2. è bom sentirmo-nos especiais. Um beijinho.

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.