terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Sinusite

Depois de uns dias em que me andei a vangloriar de ser a única a escapar aos antibióticos cá em casa, e de umas noites sem dormir, meti o rabinho entre as pernas e fui às urgências. O diagnóstico foi sinusite. Não sei se é daquelas coisas que fica para a vida, tipo herpes, ou não. Sei é faz a cabeça latejar de tal forma, que cheguei a ter medo que me rebentasse uma veia e que estou com um enorme sentimento de culpa por, toda a vida, ter minimizado os sintomas de quem sofre disto cronicamente. Desculpa mãe, a ti (em representação de todos os apoquentados por esta maleita), o meu mais profundo reconhecimento.

3 comentários:

  1. é caso para dizer que, só quem passa pelas coisas é que lhe sabe dar o devido valor; no caso, preferia que não soubesses os transtornos provocados pela sinusite...

    ResponderEliminar
  2. Estás melhorzinha? Eu também tenho dores às vezes, se estiver andar na rua ao frio... mas refiro-me ao frio sueco. Beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.