Conversas fraternais de fim de semana

L -"Cala-te ó cabeçuda"

Resposta da B - Arranhão na cara

L -"A Tita nasceu muito maluca"

Resposta da B - arranhão na cara

L - "A Tita nasceu muito má"

Resposta da B - arranhão na cara

L - "Ó pai, eu queria um mano"

Reacção da mãe, desesperada por não ter madeira onde bater, "cruzes, canhoto; lagarto, lagarto, lagarto"


Resultado, a Leonor tem a cara num bolo e parece que esteve enfiada num saco da gatos.

A Tita provou que, com frequência, a linguagem não verbal é mais forte que a verbal.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!