Vida monástica

Num acto de algum egoísmo, resolvi presentear o meu amado marido com uma noite no Mosteiro de S. Cristovão de Lafões (ali a seguir a Santa Cruz da Trapa, entre S. Pedro do Sul e Oliveira de Frades).
 
Quem por aqui passa, regularmente, sabe que nos apaixonámos pelo local e voltamos sempre que podemos.
 
Apesar de sentir que a nossa presença viola o espírito que levou os monges da Ordem de Cister a escolher aquele local isolado (silêncio é coisa que não existe nos sítios onde vamos em bando), não resisto à tentação.
 
A caminho, paragem inevitável no café Central, em Vouzela, para o ainda menos inevitável pastel de Vouzela (digo, e torno a dizer, que é mil vezes melhor que o de Tentúgal).
 
Desta vez a chuva acompanhou-nos pelo que a manhã de domingo foi passada dentro de portas, com o papá a ensinar a Leonor a jogar xadrez (depois admira-se que seja meio apanhada do clima) e a mamã a tentar evitar que a Tita derrubasse as peças do jogo.
 
As meninas divertiram-se imenso, como sempre. Nesta visita, imagino que o ponto alto tenha sido aquele em que conseguiram abrir a porta do quarto (que estava fechada à chave), se escapuliram para o átrio, e fizeram com que a palhaça da mãe ficasse, descalça e em pijama, na soleira da porta a tentar (com esgares e mão em riste) que voltassem para dentro.
 
No regresso, almocinho em Cambra, Vouzela, onde comemos um belo naco de vitela solteira. Não sei se o estado civil da bichinha indicia a sua pureza, mas o que é certo é que a carninha estava de lamber os beiços.
 
Antes de chegar a casa, paragem de emergência numa saída da A25 para apertar o cinto de D.ª Maria Leonor que decidiu que havia de vir para o meu colo. Assim em abstracto, a coisa tem piada mas já deu para ver que esta nova, e perigosa, habilidade da pequena me vai dar que fazer.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Os velhotes, fotografados pela Leonor

Comentários

  1. Obrigada por partilhares as fotos. São maravilhosas, as minhas sobrinhas. Que saudades. Beijinhos!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!