terça-feira, 9 de julho de 2013

Feudalismo absolutista

D.ª Maria Leonor tem passado algum tempo a desenvolver uma nova teoria sobre o exercício do poder que, ou muito me engano, daqui a uns tempos fará parte do programa da cadeira de Ciência Política.

Chama-se feudalismo absolutista e pode resumir-se de forma simples. Cada senhor manda no seu feudo e D.ª Maria Leonor centraliza o poder, mandando em todos.

Exemplos práticos:

Na casa dos avós sãos os avós que mandam (se forem os pais a dar uma ordem)

Em casa, o exercício do poder depende da situação concreta sendo, sempre, da competência dos pais (quando forem os avós a dar uma ordem)

No café é o empregado que manda (pais e avós não têm voto na matéria)

No infantário é a educadora Bela


e por aí fora.

O que acho brilhante nesta teoria, e na forma como coloca os pontos nos i sempre que recebe uma ordem, é a sua adaptabilidade à situação concreta. D.ª Maria Leonor já percebeu que nisto do poder há que ser flexível e adaptar as teorias às circunstâncias. Deve andar a ver telejornais a mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.