segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Mãe, tu és vaca.

A primeira e segunda vez que ouvi este "mãe, tu és vaca", pensei que tinha ouvido mal.

À terceira vez caí na dura realidade. Não era por acaso que a pirralha o dizia, sempre em momentos nos quais a estava a repreender.

Algumas almas mais inocentes, ou caridosas, têm tentado fazer-me crer que a pequenita não tem noção do que está a dizer.

E eu quase acredito. Acredito que não tenha malícia, mas também tenho a certeza que a menina Maria Benedita sabe que chamar vaca a alguém não é propriamente um elogio.

Apesar dos seus 2 anos e 5 meses, a Tita já conhece muitos outros animais. Podia ter decidido chamar-me gata ou coelhinha, mas não.

A pergunta que se impõe é a tradicional "onde é que ela terá ouvido isso?". Talvez nunca venha a saber.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.