segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Se isto não é Amor cego e surdo, não sei que será

Diz um dos famosos da nossa praça, numa entrevista a uma revista cor-de-rosa "A minha mulher é ucraniana, mas não é parva nenhuma. É arquitecta". Perante uma pérola destas, só me ocorre que esta mulher pode não ser parva, mas cega e surda será, certamente. Coisas do Amor, provavelmente. O homem não tem ponta por onde se lhe pegue, naquilo que se vê exteriormente e, ao que parece, o interior também é pr´o oco. Mas o que interessa é que sejam felizes. O Amor é lindo ainda que, por vezes, incompreensível.

1 comentário:

  1. O fulano é um perfeito anormal; quanto ao amor da mulher, ucraniana e arquiteta, não será um "amor conveniente"? Esta conjetura será resultado de deformação profissional, já que foram trinta e tal anos a tratar de casamentos!

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.