sexta-feira, 27 de junho de 2014

Ainda querem que eu coma coisas saudáveis

Ontem, por vicissitudes da vida, dei comigo a lanchar num daqueles restaurantes de comida ao peso.


Atendendo à hora, e à vergonha, optei por deixar de lado coisas como feijão preto e farofa, e optei por comer uma gelatina e uns pedaços de melancia.


Apesar de ter ficado babada só de pensar numa fatia de pizza que tinha visto pouco tempo antes, fiquei orgulhosa por ter escolhido um lanche que julgava saudável.


Claro que o orgulho passou logo, a meio caminho entre Lisboa e Aveiro, quando comecei a sentir uns calores estranhos e tive de me levantar para apanhar ar.


Foi só fazê-lo para a melancia, envolvida em sucos ácidos, me voltar à boca e obrigar a percorrer a carruagem de uma ponta à outra para chegar ao wc e evitar uma desgraça maior.


Para lá chegar tive que dar uns toquezinhos no ombro do revisor, que estava de costas para mim no meio do corredor e com o qual não podia falar por ter a boca cheia.


Quando perceber a situação, o senhor foi um verdadeiro cavalheiro e abriu-me a porta do wc.


Uma comédia, vista agora à distância.


Sei bem que o facto de viajar de costas não deve ter ajudado, mas tão cedo não me falem em lanches saudáveis, muito menos se envolverem melancia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.