sexta-feira, 13 de junho de 2014

Nem sei que foi pior, se o trio de pop stars ou o jogo da selecção canarinha

Por entre ameaças de castigos, também físicos, à cachopas, lá consegui ver parte da cerimónia inaugural do Mundial.


Apesar de não a ter achado extraordinária, dava um dente que tenho para arrancar há anos, para estar naquele estádio.


Aliás, até dava os 3 dentes do siso que ainda estão por nascer (na volta já não nascem), só para ver os jogos do Mundial no Brasil, mesmo que fosse na rua.


Mas adiante.


Ainda quanto à cerimónia que muitos criticam dizendo ter sido austera (argumento algo irónico, se pensarmos no contexto em que este Mundial se está a realizar), só me admirei com a pobreza da actuação da J. Lo e restantes colegas. Muito mau, mesmo. Se tivessem contratado a Fafá de Belém, teriam gasto menos e feito uma coisa bem melhor.


Mauzinho também, foi o jogo da selecção canarinha que espero melhore nos próximos jogos e chegue à final com o nosso Portugal.

2 comentários:

  1. Susana,
    Sigo seu blog há um bom tempo, gosto do seu bom humor e hoje um post sobre a questão da mulher e trabalho me chamou a atenção. Espero que se tenha uma resolução favorável à natalidade/trabalho/mulheres. No Brasil temos problemas gigantescos que passam pela violência e assassinatos de mulheres ao arrepio da Lei. As brasileiras em sua maioria estão no terceiro setor [comércio e serviços] e grande parte da mão de obra feminina está terceirizada e terceirização no Brasil [empresas privadas ou serviço público] é sinônimo de baixos salários, péssimas condições de trabalho, exploração cruel. Tenho um blog onde escrevo sobre isso, se te interessar...www.marinasdasilva.blogspot.com

    SOBRE A COPA: eu e a maioria dos brasileiros e brasileiras gostaríamos de estar dentro de algum dos 12[isso mesmo] doze estádios de futebol cuja reforma ou construção beira ao absurdo. A abertura foi simplória e rápida por medo da reação da população que prometia vaiar a presidenta e claro que aconteceu no jogo MéxicoXBrasil, a presidenta foi xingada por palavrões inadmissíveis para a autoridade máxima do país. Veja no youtube. Muitos de nós estamos nas ruas lutando contra a corrupção e exigindo DIREITOS SOCIAIS básicos garantidos na Constituição de 1988. Os ânimos com a seleção e Copa não estão lá essas coisas! Nossa democracia é ficção e nossa cidadania, meramente ato de votar, já não basta, pois nossos representantes são uma farsa. O Congresso é dominado por 4 empreiteiras, bancos, ruralistas, etc.
    Pena Portugal não ter se classificado, assim como a Espanha. Dá para assistir os jogos em telões nas ruas, mas totalmente vigiados por militares. Enquanto o país joga mal e porcamente em campo, estamos em batalhas com a polícia contra a corrupção, pela melhor distribuição de renda, saúde, educação, salários. O salário mínimo no Brasil não atinge 250 euros. A verdade é que grande parte dos brasileiros espera que a seleção não se classifique nessa COPA DAS TROPAS E DA CORRUPÇÃO! Abraço. Marina. Belo Horizonte. Brasil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e pelo comentário Marina.

      Sinto um carinho muito grande pelo Brasil e pelos brasileiros e tenho visto com muita preocupação todas essas manifestações (e os problemas sociais que as originam). Espero, sinceramente, que a paz se restabeleça rapidamente e que o fosso entre pobres e ricos diminua.
      É difícil perceber a construção de tantos estádios. Tivemos (temos, pois ainda os estamos a pagar) o mesmo problema na altura do Euro 2004.
      Quanto à copa, só um reparo Portugal ainda tem hipótese de ser apurado :) Vamos ver como correr o 2.º jogo, domingo, contra os EUA


      Relativamente à discriminação de géneros, acho que se trata mesmo de uma questão de mentalidades e nisso os países do norte da Europa (como a Suécia) estão muito mais avançados que Portugal ou o Brasil. Ainda esta semana li uma notícia que refere que há empresas portuguesas a exigir às colaboradoras que assinem uma declaração na qual se comprometem a não engravidar durante 5 anos.
      Claro que a declaração não tem valor legal, mas dá para perceber como ainda temos mentes muito pequeninas. Ando mesmo para escrever um post sobre o tema.

      Vou retribuir a visita ao seu blogue. Um beijinho desde Aveiro, Portugal

      Eliminar

Obrigada por dar vida a este blog.