domingo, 10 de agosto de 2014

A 1.ª mesada da Leonor

 Como economista que é, o papá entendeu estar na hora de ensinar a Leonor a gerir o seu próprio orçamento.


Vai daí instituiu uma mesada de 5€, que a cachopa poderá gerir livremente, na condição de não pedir nada aos pais no caso de exceder o orçamento do mês em causa.


Entretanto explicou-lhe que, se conseguir resistir à tentação de estourar o dinheiro, chegará ao Natal com 25€ e receberá um bónus de mais 5€, o que já dará para comprar um boneca jeitosa.


Não sei o que isto vai dar, mas estou ansiosa por ver. Pelo menos no 1.º dia, guardou a nota com a vida, cheia de orgulho pela nova etapa que agora inicia.


E, diz o papá igualmente orgulhoso, não pediu nada.


Claro que não resisti a lembrá-lo que ao facto poderá ter ajudado o ter passado o dia com os avós, que a encheram de gelado, gelatina, gomas, farturas e pagaram 2 voltas de carrocel.


Mas em todo o caso, o princípio parece auspicioso.

1 comentário:

Obrigada por dar vida a este blog.