quarta-feira, 4 de março de 2015

A Neves enfureceu-se

Sei que há quem tenha dificuldade em acreditar mas a Neves também se enfurece.

É raro mas acontece e ontem foi um desses dias.

Pois então, dirijo-me a uma loja de telecomunicações para cancelar um contrato, explico ao menino que é em virtude da mudança de residência e que NÃO estou interessada na oferta que (milagre dos milagres) tem para mim.

E o menino (que não tem culpa, note-se) diz-me que para formalizar o cancelamento terei de aguardar um telefonema no qual me vão "tentar oferecer alguma coisa" e só após recusar mais essa oferta, poderia voltar à loja para assinar o formulário e efectivar a minha pretensão.

Provavelmente será culpa da minha fraca memória (pois claro) mas não me lembro de ter aceite uma condição contratual tão disparatada.

A minha vontade era a de não regressar à loja e enviar uma carta registada a desancar a operadora e só o meu marido me demoveu da ideia ao dizer que não ia achar muita piada a receber alguma factura devido ao facto de eu não ter procedido em conformidade com o que me tinham dito.

E assim, lá andei eu a bufar pelo shopping fora, à espera de receber um telefonema no qual me iriam fazer uma oferta que eu teria de recusar para depois voltar à loja.

Arre, que é preciso ter pachorra.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.