quarta-feira, 2 de setembro de 2015

E há quem não aprenda nada com os sustos

O MEC, cujos textos cada vez mais me deleitam, escreve ESTE apontamento a que chama "Benditos sustos".

Não podia estar mais de acordo com conteúdo, no qual encontrei um excelente pretexto para expressar um lamento que me anda a atormentar nos últimos dias.

Se há coisa que me entristece é ver que há quem aprenda pouco (ou mesmo nada) com os sustos e continue a (não) viver, no apego a coisas materiais e tendo o umbigo com centro do mundo.

Não é essa a vida que quero. E não é essa a vida que vou viver.

Sempre com a devida responsabilidade (que o vil metal não pode ser desprezado, naturalmente) vou continuar a privilegiar a imaterialidade dos pequenos prazeres da vida.

Nada paga um sorriso na cara daqueles que amamos.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.