quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Escola pública - uma constatação

As minhas patroas estão numa escola pública que, não sendo das mais carentes, tem muitas limitações ao nível dos recursos físicos e humanos. Vai valendo o profissionalismo e abnegação destes últimos que quase consegue escondê-las.


Quanto à qualidade do ensino, nada a apontar (lá está o capital humano novamente).


Ora a que é que isto obriga? A uma muito maior participação dos pais que, formal ou informalmente, vão suprindo muitas das tais limitações.


E neste ponto é que a porca torce o rabo. O número dos que arregaçam as mangas é, incompreensivelmente, menor do que o daqueles que rezingam por tudo e por nada.


Também acho muito válida a ideia de que a escola pública deve ser tendencialmente gratutita e o Estado social existe para nos servir.


Mas a verdade é que todos conhecemos o contexto e é incompreensível o allheamento a que se assiste.


É uma constatação e também um lamento, porque não dizê-lo, porque se trata de um mero exemplo de um problema muito maior que grasse na sociedade.


Fui.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.