sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Lentidão de raciocínio

Quem me conhece melhor sabe que a rapidez de raciocínio não é o meu ponto mais forte.
É preciso que expliquem as questões devagarinho para que as perceba. Mímica e leitura de lábios são coisas para esquecer. Acho que nunca as conseguirei entender. Somar dois mais dois, às vezes leva-me anos.
E foram precisos 10 anos, bem medidos, para perceber a importância de abordar temas sensíveis do quotidiano, como o aborto e a eutanásia, perante aqueles que sentem como nós. É que não bastar sentir o que está correcto, é preciso perceber e conhecer os argumentos que sustentam a nossa posição para que a possamos defender junto dos que não a subscrevem. E só se consegue defender  aquilo que se conhece bem.
Foram 10 anos mas mais vale tarde que nunca.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.