quinta-feira, 18 de maio de 2017

Fidget Spinner - sou uma mãe quase cool

Hoje surpreendi a Leonor ao ensinar-lhe o nome daquela "coisinha redonda que gira", que vi pela primeira vez ao vivo e a cores.
Tal bagagem cultural quase faria de mim uma mãe, não fosse a patroa dizer que é uma das 3 meninas da escola que ainda não tem um fidget spinner, facto que faz recear estar a criar uma filha traumatizada. A minha curiosidade agora é a de saber quanto tempo demorará até o bicharoco entrar lá em casa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.