Métricas imensuráveis

Há dores e amores que, de tão grandes, se tornam aos olhos invisíveis
Métricas imensuráveis, de improváveis risíveis
Só percebidos pelo coração vivente que os sente
Longe que ficam daqueles que (in)conscientemente os classificam

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!