6 longos dias

A cachopa ia acompanhada por malta que me merece a maior confiança ou, naturalmente, não teria deixado que fosse.
Vi montes de fotos e videos, diariamente. Recebi mais do que 1 telefonema por dia, contrariamente ao constante do programa.
A experiência é brutal, para ela mas também para nós pais e mana.
Tudo muito bem, tudo muito bonito mas a simples ideia de que poderia precisar de nós e nós estarmos a 300 kms é terrível. Sim, porque há necessidades que só os pais conseguem satisfazer. E não digo mães, para ser politicamente correcta, admito.
No último dia, em que não conto as horas mas todos os segundos, recebo um telefonema a pedir para ir jantar a casa de uma amiguinha quando chegar.
Nem sei que sinta mas, tentando ser racional, deve ser felicidade (para além de alívio). A cachopa vem feliz.

Comentários

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!