Linfoma: o misterioso cancro do sangue

Resolvi dar a este post o título de uma notícia publicada no dia 15 de setembro (Dia da Consciencialização sobre o linfoma) que podem ler na íntegra AQUI. 

O resumo, feito pelo JN, diz tudo aquilo que quero dizer.

"É uma doença que pode ser detetada pelo inchaço de gânglios em várias partes do corpo. No entanto, também pode não dar sinais. E como não se conhecem as causas da maioria desse tumor maligno, não é possível prevenir" (sublinhado meu).

E porquê esta partilha? Pela importância de estarmos atentos às mudanças no nosso corpo e não deixarmos arrastar uma ida ao médico mas também, e acima de tudo, para tentar combater extremismos relativos a estilos de vida "saudáveis" e a quase instintiva culpabilização de quem é "apanhado" pela doença (palavras daquele odioso homeopata), pelo facto de não comer só esparguete de semente de uva preta e recusar terminantemente ingerir sumo de beterraba.

Ninguém tem culpa de ficar doente e, lamento informar os donos da verdade, ninguém pode dizer que a si nunca acontecerá.

Peço desculpa por alguma rudeza, mas é de facto um tema que me causa comichão. E eu passo-me com comichão, o principal sintoma, dos poucos que tive, do linfoma de Hodgkin.

PS - Nada contra quem come esparguete de semente de uva preta e bebe sumo de beterraba, mas eu cá continuo com o meu leitinho de vaca e pão com manteiga.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!