Acordem para a vida! Por favor!

No mesmo fim de semana em que vi partir uma jovem mãe que, conhecendo perfeitamente o seu estado terminal, não deixou de participar em actividades na escola, actividades extracurriculares, festas de Natal, cansei-me de ouvir lamentos.

Ora porque tinha pingado, ora porque estava vento, ora porque estava frio (em Dezembro, vejam só), ora porque estava sombra, ora porque sim …

Sendo que foram lamentos ouvidos em pleno evento festivo.

E eu, que raramente perco o sono, fartei-me de dar voltas na cama nestas duas últimas noites, tal o turbilhão de pensamentos.

A alegria de estar viva e de boa saúde, misturada com a grande tristeza que é ver estas partidas prematuras e as 1001 questões sobre o "porque não a mim" que, inevitavelmente, assaltam os pensamentos neste momento, deixaram-me sem paciência para tanta cegueira.

Acordem para a vida, pá! Por favor!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!