Felizmente que tenho a cabeça agarrada ao corpo

O Tico e o Teco, que nunca foram muito bons, andam meio avariados.
Só isso explica que tenha deixado, no meio do estacionamento, o cabaz de legumes que pousei para conseguir abrir a porta da casa.
Só por sorte os não passei a ferro.
Mais sorte ainda foi uma Amiga passar pelo cabaz e perceber que aquele serviço só podia ter sido feito por mim.
E, assim, acabei por ter os legumes entregues ao domicilio.
Felizmente que tenho a cabeça agarrada ao corpo, senão seria lindo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!