Se eu pudesse

Se eu pudesse ia aí acima, puxava-te por um pé e obrigava-te a assentar no chão, enquanto te dava um ralhete.

Obedece à "madrinha" diria! Tu irias sorrir, responder-me-ias que sim (dizias sempre) e continuarias a surfar na tua nuvem, ignorando-me com aquele teu jeito singular.

Sinceramente, penso que o mundo ficou pequeno demais para a tua grandeza de carácter e (como diria a nossa Gena) foste à frente para preparar a festa do reencontro.

E eu, que tinha tantas expectativas quanto à possibilidade de me arranjares um "tacho" aqui na terra, vivo agora consolada pela certeza de teres partido feliz e sentir ter agora o melhor dos intermediários junto do Criador.

Só assim terá algum sentido.

Mas não me conformo...




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!