Memória dos afectos

Olhas para mim e sorris sempre.
Não sei se me conheces mas estou certa que me queres com a força de sempre e devolvo-te o olhar, cheio do mesmo querer  A memória dos afectos não se perde.



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Este é para quem gosta de hamburguer´s e culpa sempre a vontade

12 anos, bodas de seda

Irrita-me a estupidez humana