Notre-Dame

De tempos a tempos, há algo que se desmorona. Nos monumentos, na natureza, na vida.
Nada, nem ninguém, é igual ao que era no momento da criação. Tudo está, sempre, em constante renovação. Assim o comprova a história centenária da catedral de Notre-Dame que já sofreu tantas transformações e teve tantos usos.
Este infeliz incidente é mais uma prova, de fogo literalmente, da perenidade da história e memórias que a humanidade quiser salvaguardar. Estou triste, claro, mas confiante que em breve (mais década menos década) teremos Notre-Dame renascida e pronta a enfrentar mais uns séculos. Assim é a vida. Um constante devir.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Para a Luísa

Até ao céu

3 professores em 4 anos!