segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Qui tacet nihil dixit

Já que estou numa noitada dedicada ao direito (férias onde estais), aqui vai uma das minhas máximas de vida que, para além de ser uma grande verdade, é uma das poucas excepções à regra de que os ditos populares estão sempre certos.

Qui tacet nihil dixit, que é como quem diz, quem cala nada diz (ou seja, o oposto daquilo em que o povo acredita).

Para tornar a coisa mais erudita, acrescento que o silêncio só tem valor negocial quando a lei, o uso ou convenção assim o determine (cf. art.º 218 do Código Civil).

E depois desta, acho melhor ir para a cama, que já deu para ver que começo a delirar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por dar vida a este blog.