quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Que estrela tão grande

"Que estrela tão grande".

É esta a frase que guardarei na memória, agora que tenho a maior das estrelas a olhar por mim lá no ceú.

Curioso ter vestido hoje a mesma camisola que tinha no dia em que a ouvi.

Doi-me saber que nunca mais serei confrontada com a minha falta de cultura geral por desconhecer que está errado escrever Aljezur pois a forma correcta será Algezur.

Não sei como será, quando todos cairmos na realidade, chegar a casa e não o ver no cadeiräo do costume.

Consola-me todo o Amor que lhe demos e o sentir que se cumpriu o seu desejo. Morrer em casa, perto da sua eterna amada.

Vou ter saudades tuas avô. Tantas.

Descansa em paz.

3 comentários:

  1. Olá Susana! Paz e serenidade para você e sua família! Que a saudade venha com lembranças, mas não com tristeza. Que seu avô descanse em paz ao lado dos que amava e já lá estão. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. E como não há mesmo mais nada a dizer.... nestas alturas em que só mesmo o olhar consegue expressar o que nos vai na alma, não podendo deixar aqui esse mesmo olhar, deixo-te um beijinho enorme, extensivo aos mais próximos...

    ResponderEliminar

Obrigada por dar vida a este blog.