Encarniçamento terapêutico

Em que momento devem os médicos parar? Qual a linha que separa dois valores éticos basilares - salvar vidas/evitar sofrimento desnecessário? Porque é que este último valor é muito diferente de eutanasiar?

Depois das palavras do Francisco George sobre o encarniçamento terapêutico nada melhor que ler ESTA crónica da Graça Franco que, pela lucidez e clareza de argumentos, é não só um bálsamo para a alma como um excelente contributo para um debate de ideias que se quer sereno e esclarecido.

Leiam. Não se arrependerão. E, se tiverem tempo e disposição, partilhem o que vos vai na alma sobre a questão.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Hoje dei os meus impostos por bem empregues

Entre altos e baixos

Só Deus tem os que mais ama